“Operação Pipa” é suspensa em todo o Piauí

0

Segundo o presidente da Associação Piauiense de Municípios (APPM) e prefeito de Vila Nova do Piauí, Arinaldo Leal, a situação é lamentável e em todo o estado, a seca já levou 211 prefeituras a decretarem estado de emergência.

Municípios são prejudicados com suspensão dos carros pipas

O serviço de distribuição de água potável, através de carros-pipas, foi suspensa há dois dias, em todos os municípios do Piauí contemplados com o programa, totalizando 74 cidades. Segundo o presidente da Associação Piauiense de Municípios (APPM) e prefeito de Vila Nova do Piauí, Arinaldo Leal, a situação é lamentável e em todo o estado, a seca já levou 211 prefeituras a decretarem estado de emergência. Arinaldo Leal explica que em Vila Nova do Piauí, a 364 km de Teresina, 60% da população está sendo afetada com a interrupção do abastecimento.
“No 25º BC me repassaram que a falta de repasse do Governo Federal ocasionou a suspensão e tão logo opagamento seja regularizado, a operação carro-pipa estará em pleno funcionamento. Porém, não há data definida e estamos aguardando”, explica o presidente da APPM.
Em Fronteiras, a 400 km de Teresina, mais de mil famílias estão sendo prejudicadas e segundo o secretário de Governo e coordenador da Comdec -Coordenadoria Municipal de Defesa Civil- Norberto Pereira, três veículos que levavam água para abastecer o rebanho estão sendo utilizados para transportar água de mananciais para 40 comunidades.
“Com a suspensão tivemos que utilizar um carro da prefeitura e mais dois contratados para abastecer 1.200 cisternas. Mesmo quando os carros-pipas estavam em operação, a quantidade era insuficiente. Para se ter noção, por mês eram abastecidas apenas 400 cisternas e havia um rodízio. E agora, somente com três carros?”, questiona o secretário.
O coordenador da Comdec, explica ainda que os tickets já haviam sido entregues, mas quando seria autorizado o contrato para início de uma próxima planilha, os pipeiros foram comunicados da decisão na última quarta-feira (02).
“Não recebemos nada oficialmente, mas de fato, o serviço foi suspenso. A informação que tivemos é que foi uma ordem do 25º Batalhão de Caçadores, que não estariam recebendo repasses federais. A água falta em um momento crucial. Quase não choveu”, lamenta o secretário de Governo de Fronteiras.
A situação é semelhante em Pio IX, a 434 km de Teresina, cidade com grande população rural e que conta com 23 carros-pipas para abastecer a região.
O Cidadeverde.com entrou em contato com militares do 25º BC, inclusive através do setor de Relações Públicas, mas não obteve informações sobre o motivo da suspensão temporária em municípios piauienses e nem a previsão do retorno do abastecimento através de carros-pipas.
Fonte: Graciane Sousa\cidadeverde


Postar um comentário

0Comentários
Postar um comentário (0)

#buttons=(Aceitar) #days=(20)

Nosso site usa cookies para uma melhor experiência Leia mais
Accept !