Conheça cinco boas razões para você tomar café

Para algumas pessoas ele é praticamente sinônimo de “Bom dia”. Outras preferem consumi-lo à tarde e muitas, ainda, confessam que tomam várias xícaras ao longo do dia… O fato é que, independentemente das preferências, o café faz parte da vida da maioria da população.

Mas nem todas as pessoas se sentem seguras quanto a este hábito. Afinal, tomar café faz bem ou faz mal à saúde? Qual é o consumo diário recomendado? Todo mundo pode consumi-lo?
Se você já ama café, vai adorar esta lista. Mas, se você não gosta (ou simplesmente não tem o hábito de tomá-lo), vai conhecer bons motivos para consumir esta que é uma das bebidas mais consumidas do mundo.
1. O café pode prevenir doenças
Vânia Beletate, nutricionista, especialista em Nutrição Clínica e Mestre em Medicina Baseada em Evidências pela Unifesp, explica que o café, se ingerido sem excessos, pode trazer benefícios à saúde. “Isto se dá porque alguns estudos apontam que o café pode prevenir algumas doenças como, por exemplo, diabetes tipo II, cirrose alcoólica e Doença de Parkinson”, destaca.
Ainda de acordo com a profissional, alguns estudos epidemiológicos apontam para um papel neuroprotetor do café em relação ao desenvolvimento de Alzheimer. “Além da cafeína, outros compostos antioxidantes presentes no café poderão ter um papel essencial na proteção contra esta doença”, acrescenta.
2. O café proporciona mais energia
O café, se consumido corretamente, pode, de fato, ser muito útil no dia a dia das pessoas.
Vânia Beletate explica que devido ao seu principal princípio psicoativo, a cafeína, o café “melhora o estado de alerta, proporciona mais energia e diminui a sonolência e a sensação de cansaço”. Sendo assim uma boa opção especialmente na vida das pessoas que têm uma rotina bastante agitada.
3. O café aumenta a capacidade de concentração
A nutricionista Vânia destaca que, ainda devido à presença da cafeína, o café, além de proporcionar maior energia, aumenta a capacidade de concentração. Dessa forma, atua deixando a pessoa mais “esperta” e preparada para as tarefas do seu dia a dia.
4. O café pode auxiliar nas dietas de emagrecimento
Vânia Beletate destaca que vários estudos em humanos sugerem que o consumo de café induz a perda de peso por aumento da termogênese. “Dentro desta ideia, estima-se que a ingestão média de 6 xícaras de café diárias causa um aumento no consumo diário de energia de aproximadamente 100 kcal”, explica.
Acredita-se ainda que o consumo adequado de café possa melhorar o desempenho da pessoa que pratica atividades físicas.
5. O momento de tomar café torna seu dia mais agradável
Quem toma diariamente aquele cafezinho vai se identificar e muito com este item. Isso porque, para muitas pessoas, os momentos reservados para tomar uma xícara de café significam muito mais do que o simples consumo da bebida.
Sair da cama e se lembrar que, antes de qualquer coisa, “uma xícara de café te espera”; saber que, no meio da tarde, você ganhará mais alguns minutos de descanso enquanto toma seu cafezinho; colocar o papo em dia com um amigo, familiar ou com alguém especial enquanto saboreiam um café… São detalhes que, mesmo sem muita explicação, realmente fazem a diferença no dia a dia das pessoas!
Consumo recomendado de café e contraindicações
Vale destacar que, para oferecer qualquer um destes benefícios, o café deve ser consumido moderadamente. “Preconiza-se a ingestão de 3 a 5 xícaras de café por dia, mas há algumas exceções, onde o café não é indicado”, explica Vânia Beletate.
O consumo é contraindicado, por exemplo, para pessoas que sofrem de insônia, hipertensão arterial, gastrite, úlcera péptica. “A azia é uma das queixas mais frequentes após a ingestão de café. Tal efeito poderá ter como base uma irritação direta da mucosa esofágica”, explica a nutricionista Vânia.
“Vale ressaltar que é bom evitar café após as refeições, pois alguns estudos científicos mostram que a ingestão de uma xícara de café após uma refeição reduz em 40% a absorção de ferro não heme (feijão, por exemplo)”, destaca Vânia.
A nutricionista acrescenta que a forma como o café é preparado também faz diferença no que diz respeito à saúde. “Deve-se evitar café expresso e preferir o café coado em filtro de papel para que o cafestol e o kahweol presentes na bebida fiquem retidos no filtro impedido a elevação do colesterol ruim, LDL”, destaca.
O café também não deve ser consumido com excesso de açúcar. O ideal é tomá-lo puro, mas, como nem todas as pessoas estão acostumadas com o seu sabor forte, a dica é adoçá-lo com moderação, de preferência, seguindo as orientações de um(a) nutricionista, que indicará qual é o melhor produto para isso (adoçante, mel, açúcar mascavo etc.).
Agora você já tem bons motivos para incluir algumas xícaras de café no seu cardápio e dicas importantes para que o consumo dele seja realmente adequado!
 Fonte: Dicas de Mulher
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: