Pré-candidatos podem não disputar eleições no Piauí, devido pendências

06 junho
Eleitores que estão em débito com a Justiça Eleitoral precisam correr para regularizar a situação junto ao órgão. O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE) entregou aos partidos a relação dos filiados que estão inadimplentes no estado. A principal pendência é ausência da certidão de quitação eleitoral.

Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE). (Foto: Reprodução/Jornales.com)
As convenções eleitorais ocorrem do dia 20 de julho a 5 de agosto e quem não estiver em dia com a Justiça Eleitoral ficará impedido de fazer o registro da candidatura. O prazo final para os registros vai até o dia 15 de agosto, pouco menos de dois meses antes da eleição. Até lá, os eleitores poderão procurar a Justiça para regularizar a situação.

Segundo o desembargador Valério Chaves, coordenador da Corregedoria Eleitoral, a certidão de quitação eleitoral é um dos principais documentos exigidos na hora do registro da candidatura. As pendências variam desde a falta de justificativa por não ter votado na eleição anterior, não pagamento de multas e ainda condenações criminais transitadas em julgado.

"É importante a gente focalizar esse assunto porque nesse período de pré-campanha eleitoral muitos pré-candidatos, as vezes inadvertidamente, não procuram regularizar sua situação eleitoral. E isso muitas vezes prejudica o candidato no momento do registro", alertou o desembargador.

A relação com todos os eleitores em situação irregular será divulgada nesta segunda-feira (6) pelo Tribunal Regional Eleitoral do Piauí. Além de não poderem se candidatar, esses eleitores também ficam impedidos de votar nas eleições municipais de outubro.

Fonte: G1
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: