Seu Navez Rocha comemora 95 anos ao lado de familiares e amigos


No ultimo domingo dia 03/01, seu Navez da Silva Rocha comemorou 95 anos ao lado de familiares e amigos.
Uma missa em ação de graças, jantar e seresta foi organizado pela família, na localidade Milhãs, zona rural de Vila Nova, que se reuniram para festejar um momento tão importante.
Seu Navez reuniu seus 14 filhos, netos, bisnetos e tataraneto, alem dos genros e noras.
Biografia
Navez da Silva Rocha nasceu em 03 de janeiro de 1921, no então povoado chamado de São Julião, após algum tempo este povoado foi emancipado com o mesmo nome. Veizinho, como é conhecido, é o terceiro filho do casal Alice da Silva Rocha e Jaime Leopodino da Rocha, tendo como irmãos Nicomedes, Nemézio, Nito, Leopodina (Mocinha), Alaide, Lídia e Francisco (Pe. Rocha).
Jaime, seu pai, é filho de Leopodino da Rocha Soares, e viveu inicialmente na região conhecida como “piranhas”, que na época pertencia ao município de Pio IX e que atualmente pertence à Alagoinha. Por volta do ano de 1909, Jaime foi levado pelo Pe.Marcos para estudar em São Raimundo Nonato onde veio a conhecer Alice, que era natural do lugar, e que dentre tantas outras virtudes, era uma mulher de muita fé e devoção. Em 1917, Jaime e Alice se casaram e vieram para o povoado de São Julião, local que passaram a residir definitivamente, tendo seus filhos e trabalhando, principalmente, no comércio, agricultura e pecuária.
Em razão dessas bases, Navez aprendeu desde cedo a cultuar sua fé católica e a compreender a importância do trabalho, contribuindo nas criações de gado e nas plantações de seus pais. Ainda jovem, passou a ter suas próprias porções de terras e construiu sua casa na localidade cansanção, antes mesmo de se casar, onde ficava no período de inverno. Desde jovem tinha o sonho de estudar, ter uma formação superior e ser um juiz de direito, no entanto, não teve oportunidade de acesso ao ensino, mesmo assim, é um homem de sabedoria elevada que sempre apreciou a leitura e se atualiza nos mais diversos assuntos.
Em 1942, Veizinho, no curso dos seus 21 anos, casa-se com Josefa Cláudia da Rocha. Dessa união com Josefa nasceram Francisco, Emídio, Alice, Jaime e Raimundo Nonato. Por se tornar chefe de família, Navez passa a intensificar seus esforços e ampliar suas terras para trabalhar mais e atender às necessidades da sua família. Em 25 de maio de 1952, Por complicações no parto do seu último filho, Josefa vem a óbito, deixando seu esposo e cinco filhos ainda crianças. Foi um período de dificuldades, pois seu Veizinho tinha que fazer o papel de pai e mãe, precisando dar toda assistência necessária aos filhos sem prejudicar as plantações e criação de gado, que eram os meios de sustento da família.
Em 08 de dezembro de 1952, Navez se casa com Elvira Anísia de Sousa Rocha, em cerimonia acontecida em São Julião. Desse enlace matrimonial nasceram Joaquim, Corbiniano, Raul, Gilberto, Lourenço, Erasmo, Maria da Conceição, Anísia José Navez e adotaram Júlia Andréia, criando todos com o mesmo carinho e atenção, ensinando o caminho do trabalho, do bem e da fé. Esse casal permaneceu junto por 61 anos até o falecimento de Elvira, a “dona”, como seu Navez carinhosamente chamava. 
Navez atuou na agricultura, principalmente com a plantação de feijão e mandioca em larga escala. A mandioca colhida servia de matéria-prima que passava por um processo de desmanche que tinha como produto final a goma e a farinha, esse processo conhecido como “farinhada” representa boa parte da história de seu Veizinho, que, por tamanha safra de mandioca, chegava a durar cerca de 3 meses por ano e uma grande produção de goma e farinha, e empregava várias pessoas. Essa goma, farinha e feijão eram transportados por seu Navez em cavalos e burros, para ser comercializados em cidades como Paulistana-PI e até em Acopiara no Ceará, em viagens que, somadas ida e volta, duravam em torno de 25 dias.
Na pecuária, Veizinho se dedicou, principalmente, à criação de gado bovino e caprino, onde extraia grandes volumes de leite, que era usado diretamente no consumo, como também na fabricação de queijo e em outros alimentos derivados do leite, a carne extraída também servia para o consumo da família e para alimentar aqueles que trabalhavam nos serviços rurais, além de ser comercializado.
Em 1961, seu Navez compra uma faixa de terra chamada Milhãs, localizada entre São Julião e o antigo povoado Km 64, atual Vila Nova do Piauí.
 Em 1965, Veizinho construiu sua casa e o conhecido “aviamento” na fazenda Milhãs, onde passa a residir definitivamente com sua família. 
Navez é um apaixonado pela política, conta com orgulho da trajetória política conquistada pelo seu neto Arinaldo Leal e também das histórias que viveu de perto no seu tempo, a exemplo do pleito que seu irmão Nicomedes foi eleito para prefeito e da fundação do PMDB de São Julião. Além disso, lembra-se de momentos na política nacional, como o bom trabalho e a importância dos governos dos presidentes Getúlio Vargas e Juscelino Kubitschek, e também de governos ruins e opressores do regime militar. Veizinho ainda se recorda da passagem da coluna prestes em São Julião, em janeiro de 1926, tempo em que tinha apenas 5 anos.
As perdas mais marcantes foram as dos seus irmãos Nicomedes e Pe.Rocha e das recentes partidas de sua querida esposa e companheira por mais de 60 anos, Elvira Anísia, e do trágico assassinato de seu sobrinho Emídio Reis.
Navez hoje completa 95 anos, uma história de lutas, de momentos difíceis, mas acima de tudo, repleta de vitórias, alicerçada na dignidade, na honra e muita fé. Um homem realizado pela vida e pela família numerosa que edificou, vive expressando o carinho e afeto pelos seus 14 filhos, 40 netos, 29 bisnetos e 1 tataraneto, além das noras e genros.
Parabéns Veizinho pelos seus 95 anos! Que Deus lhe conceda muita saúde e nos agracie com muito mais anos ao seu lado, que possamos está aqui novamente reunidos nos seus aniversários vindouros, principalmente na comemoração dos 100 anos.

Veja também o ÁLBUM DE FOTOS




DSC_2513.JPG
DSC_2515.JPG
DSC_2520.JPG
DSC_2522.JPG
DSC_2525.JPG
DSC_2526.JPG
DSC_2529.JPG
DSC_2531.JPG
DSC_2532.JPG
DSC_2535.JPG
DSC_2538.JPG
DSC_2539.JPG
DSC_2541.JPG
DSC_2543.JPG
DSC_2545.JPG
DSC_2548.JPG
DSC_2549.JPG
DSC_2550.JPG
DSC_2552.JPG
DSC_2554.JPG
DSC_2555.JPG
DSC_2556.JPG
DSC_2558.JPG
DSC_2559.JPG
DSC_2560.JPG
DSC_2561.JPG
DSC_2562.JPG
DSC_2563.JPG
DSC_2564.JPG
DSC_2565.JPG
DSC_2566.JPG
DSC_2567.JPG
DSC_2568.JPG
DSC_2570.JPG
DSC_2573.JPG
DSC_2574.JPG
DSC_2575.JPG
DSC_2576.JPG
DSC_2577.JPG
DSC_2579.JPG
DSC_2580.JPG
DSC_2581.JPG
DSC_2582.JPG
DSC_2583.JPG
DSC_2584.JPG
DSC_2585.JPG
DSC_2588.JPG
DSC_2589.JPG
DSC_2591.JPG
DSC_2592.JPG
DSC_2593.JPG
DSC_2594.JPG
DSC_2597.JPG
DSC_2598.JPG
DSC_2600.JPG
DSC_2601.JPG
DSC_2602.JPG
DSC_2603.JPG
DSC_2604.JPG
DSC_2605.JPG
DSC_2606.JPG
DSC_2607.JPG
DSC_2610.JPG
DSC_2611.JPG
DSC_2612.JPG
DSC_2613.JPG
DSC_2614.JPG
DSC_2615.JPG
DSC_2616.JPG
DSC_2618.JPG
DSC_2619.JPG
DSC_2621.JPG
DSC_2622.JPG
DSC_2623.JPG
DSC_2624.JPG
DSC_2625.JPG
DSC_2626.JPG
DSC_2627.JPG
DSC_2628.JPG
DSC_2629.JPG
DSC_2631.JPG
DSC_2633.JPG
DSC_2634.JPG
DSC_2635.JPG
DSC_2637.JPG
DSC_2638.JPG
DSC_2641.JPG
DSC_2643.JPG
DSC_2645.JPG
DSC_2646.JPG
DSC_2647.JPG
DSC_2648.JPG
DSC_2649.JPG
DSC_2650.JPG
DSC_2654.JPG
DSC_2656.JPG
DSC_2657.JPG
DSC_2658.JPG
DSC_2662.JPG
DSC_2664.JPG
DSC_2666.JPG
DSC_2667.JPG
DSC_2668.JPG
DSC_2669.JPG
DSC_2671.JPG
DSC_2672.JPG
DSC_2673.JPG
DSC_2674.JPG
DSC_2675.JPG
DSC_2676.JPG
DSC_2677.JPG
DSC_2678.JPG
DSC_2679.JPG
DSC_2680.JPG
DSC_2681.JPG
DSC_2682.JPG
DSC_2683.JPG
DSC_2684.JPG
DSC_2685.JPG
DSC_2687.JPG
DSC_2688.JPG
DSC_2689.JPG
DSC_2690.JPG
DSC_2692.JPG
DSC_2693.JPG
DSC_2694.JPG
DSC_2696.JPG
DSC_2697.JPG
DSC_2698.JPG
DSC_2701.JPG
DSC_2702.JPG
DSC_2703.JPG
DSC_2705.JPG
DSC_2706.JPG
DSC_2707.JPG
DSC_2708.JPG
DSC_2709.JPG
DSC_2711.JPG
DSC_2712.JPG
DSC_2714.JPG
DSC_2716.JPG
DSC_2717.JPG
DSC_2718.JPG
DSC_2720.JPG
DSC_2721.JPG
DSC_2723.JPG
DSC_2724.JPG
DSC_2725.JPG
DSC_2727.JPG
DSC_2728.JPG
DSC_2729.JPG
DSC_2730.JPG
DSC_2732.JPG
DSC_2733.JPG
DSC_2734.JPG
DSC_2735.JPG
DSC_2736.JPG
DSC_2737.JPG
DSC_2738.JPG
DSC_2739.JPG
DSC_2740.JPG
DSC_2741.JPG
DSC_2743.JPG
DSC_2744.JPG
DSC_2745.JPG
DSC_2746.JPG
DSC_2748.JPG
DSC_2749.JPG
DSC_2750.JPG
DSC_2751.JPG
DSC_2752.JPG
DSC_2753.JPG
DSC_2754.JPG
DSC_2755.JPG
DSC_2756.JPG
DSC_2758.JPG
DSC_2759.JPG
DSC_2760.JPG
DSC_2762.JPG
DSC_2763.JPG
DSC_2764.JPG
DSC_2765.JPG
DSC_2766.JPG
DSC_2767.JPG
DSC_2768.JPG
DSC_2769.JPG
DSC_2771.JPG
DSC_2772.JPG
DSC_2773.JPG
DSC_2774.JPG
DSC_2775.JPG
DSC_2776.JPG
DSC_2777.JPG
DSC_2779.JPG
DSC_2780.JPG
DSC_2783.JPG
DSC_2784.JPG
DSC_2786.JPG
DSC_2789.JPG
DSC_2790.JPG
DSC_2791.JPG
DSC_2792.JPG
DSC_2793.JPG
DSC_2794.JPG
DSC_2795.JPG
DSC_2796.JPG
DSC_2799.JPG
DSC_2800.JPG
DSC_2801.JPG
DSC_2802.JPG
DSC_2805.JPG
DSC_2806.JPG
DSC_2807.JPG
DSC_2808.JPG
DSC_2809.JPG
DSC_2812.JPG
DSC_2813.JPG
DSC_2814.JPG
DSC_2815.JPG
DSC_2816.JPG
DSC_2817.JPG
DSC_2818.JPG
DSC_2819.JPG
DSC_2822.JPG
DSC_2824.JPG
DSC_2825.JPG
DSC_2826.JPG
DSC_2829.JPG
DSC_2831.JPG

Edição: Fotos: Radialista Jota Ferreira/
Autor: Radialista Iago Sousa DRT:1236
Fonte: Biografia da Família
Publicado Por: Iago Sousa


CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: