Chacina deixa seis pessoas da mesma família mortas na cidade de Alegrete do Piauí


Uma chacina chocou os moradores do município de Alegrete do Piauí ( a 388 km de Teresina) na noite desta terça-feira (18). Seis pessoas da mesma família foram executadas à queima roupa por volta das 19h.
Segundo o coronel Paulo de Tarso, comandante do Policiamento do Interior, foram mortos, um casal de 63 anos, a filha, outro filho adotivo, um primo e uma neta de 23 anos.
“Tudo indica que foi um crime de vingança, mas será tudo apurado. O pivô seria a neta do casal”, disse o coronel.
Os mortos foram identificados como Cícero Domingos de Carvalho, 63 anos, Francisca Luiza de Carvalho, 63 anos, a filha Silvia Francisca de Carvalho, 43 anos, Sildo de Carvalho, o filho adotivo, Bartolomeu Gomes,  primo da vítima, e Maria do Socorro Carvalho, a neta, de 23 anos, conhecida como Galega.
O secretário de Segurança Pública, capitão Fábio Abreu, informou ao Cidadeverde.com que está em deslocamento para a cidade de Alegrete onde irá acompanhar pessoalmente a investigação do crime. Ele disse que enviou policiais de Picos, Fronteiras e os peritos do Instituto de Criminalística. O delegado Paulo Nogueira foi destinado para acompanhar o caso.
“Há indícios de crime por vingança. A neta do casal é acusada de dois homicídios na cidade – de uma mulher e de um professor - que estava sendo investigado pela polícia”, informou Fábio Abreu.
Segundo a polícia, Maria do Socorro, a Galega, era suspeita de ter cometido um crime contra sua amiga, Ciamara de Sousa Ramos, de 19 anos, ocorrido em outubro de 2012, numa estrada vicinal entre as cidades de Padre Marcos e Alegrete do Piauí. 
Galega era suspeita ainda de ter participação da morte de George Francisco de Carvalho, 20 anos, ocorrido no início de junho também no interior de Alegrete. Segundo informações, a vítima – George -  iria depor no caso da morte de Ciamara.
A chacina ocorreu no povoado Boa vista, que fica na zona rural, cerca de 15 km de Alegrete. “É um crime que é impossível de evitar. Nem que tivesse 200 policiais na cidade evitaria uma chacina como essa. É lamentável, mas os criminosos serão presos”, garantiu o secretário. 
Há suspeita de participação de quatro pessoas. Os corpos serão levados para o Hospital Justino Luz, em Picos.
Fonte: Flash Yala Sena do Cidade Verde
Fotos: Piauí em Foco
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: