Servidores da Eletrobras-PI paralisam atividades

05 julho

Trabalhadores da Eletrobras em todo o país paralisaram suas atividades nesta segunda-feira (4) para pressionar a empresa por reajuste salarial. Segundo o diretor do Sindicato dos Eletricitários do Rio de Janeiro (Sintergia), Emanuel Torres, cerca de 90% a 95% dos trabalhadores aderiram à paralisação, o equivalente a cerca de 15 mil pessoas. A paralisação está programada para durar 72h – até o final da quarta-feira.

Torres afirmou que o movimento não causa prejuízos à população e que o fornecimento de energia segue normalmente. "É mais nos escritórios e numa parte da manutenção. Não tem problema de apagão por conta da greve", afirmou. De acordo com ele, no entanto, em caso de alguma queda ampla de energia por intempérie, a manutenção pode levar mais tempo".

Os trabalhadores reivindicam um reajuste de 9,28% nos salários, referente à inflação dos 12 meses até maio, incidente também sobre beneficios como vale alimentação e auxílio-creche. De acordo com Torres, a empresa ofereceu um acordo de dois anos com antecipação de 5%, que foi rejeitado em assembleia.

Só no primeiro trimestre deste ano, a Eletrobras registrou prejuízo líquido de R$ 3,894 bilhões. Nos três meses anteriores, as perdas foram de R$ 10,44 bilhões, impactadas pelo reconhecimento de baixas contábeis em ativos, principalmente a usina nuclear de Angra 3, e provisões bilionárias.

Fonte: G1
Imagem: ASCOM
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: