vlnet1
Portal É Notícias
2019
vlnet2
TV
RESFRIAR
radio vila nova fm
#MEL

Em 2019, apicultores da região de Picos já produziram quase 16 toneladas de mel

A apicultura é atualmente uma das principais atividades econômicas de Santana do Piauí, gerando renda às famílias que se dedicam à cultura do mel. Prova disso, é que na última quarta-feira (15) o município destinou 9,5 toneladas do produto para a Casa Apis, em Picos, totalizando o envio de aproximadamente 16 toneladas somente este ano com fins de exportação.

17/05/2019 11h25
Por: Da Redação
Fonte: Folha Atual

A apicultura é atualmente uma das principais atividades econômicas de Santana do Piauí, gerando renda às famílias que se dedicam à cultura do mel. Prova disso, é que na última quarta-feira (15) o município destinou 9,5 toneladas do produto para a Casa Apis, em Picos, totalizando o envio de aproximadamente 16 toneladas somente este ano com fins de exportação.

 

A produção do mel no município é feita pela Associação dos Pequenos Produtores de Mel e Agricultores Rurais de Santana do Piauí que conta com 40 apicultores associados, destes 25 estão ativos.

O presidente da Associação dos Pequenos Produtores de Mel e Agricultores Rurais de Santana do Piauí, Ronaldo José de Araújo, destacou que apesar do inverno não ter sido regular, a florada foi positiva e a produção deve atingir a meta alcançada em 2018 que foi de 30 toneladas.

“Estamos ainda em plena produção. Teve um atraso porque o período de inverno foi maior e faltou chuva no mês de janeiro e acredito que a produção será concluída apenas em junho. A nossa expectativa é atingir a meta do ano passado. Bem verdade que o valor do produto tem sofrido um queda custando hoje apenas R$ 5,20 o quilo, o que nos deixa preocupados”, afirmou.

 

O apicultor santanense, Antônio José de Moura, há mais de 14 anos se dedica à produção de mel, uma atividade que considera bastante lucrativa. Em 2019, ele já produziu 2. 800 kg de mel orgânico, um percentual que garante o sustento familiar.

“Hoje me dedico somente ao mel, antes trabalhava com a mandiocultura também. Eu vi que compensa mais, é mais lucrativo do que as outras cadeias produtivas. Fui um dos pioneiros nesse tipo de atividade, trouxemos os primeiros cursos do SEBRAE, Senac, criamos a Associação. A cada ano estamos evoluindo mais”, frisou Antônio Moura.

O secretário de Agricultura, Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Francisco de Moura Sobrinho, que também se dedica a apicultura, põe o mel como cenário de destaque na economia santanense.

“O mel é uma das principais fontes de renda do nosso município. Essa é a segunda remessa, uma atividade que vem injetando um bom dinheiro na nossa cidade e atraído a população. Sou apicultor há quase 12 anos, uma atividade muito positiva”, disse.

O secretário ainda ressaltou a forte parceria dos apicultores santanenses com a Casa Apis.

“Agradecemos a parceria com a Casa Apis. Desde o início já começamos juntos e tem sido uma parceria que tem dado certo, caminhando sempre lado a lado”, concluiu.

O mel santanense possui a certificação do Mel Orgânico e do Preço Justo. Os selos já conferiram prêmios aos apicultores locais.

Fonte: Folha Atual

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Vila Nova do Piauí - PI
Atualizado às 21h10
25°
Poucas nuvens Máxima: 33° - Mínima: 19°
25°

Sensação

18.2 km/h

Vento

31.4%

Umidade

Fonte: Climatempo
PatyStore
Blogs e colunas
Equipe R&R - Sua ideia é tudo!
Últimas notícias
Mais lidas