Segunda, 18 de fevereiro de 2019
89 99402-6942
Play
Cidades

05/02/2019 ás 16h54

Redacao

Vila Nova do Piauí / PI

Meteorologia aponta chuvas regulares a partir de fevereiro na região de Picos
A previsão otimista é do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET).
Meteorologia aponta chuvas regulares a partir de fevereiro na região de Picos
Imagem: PVNN

Se janeiro do ano corrente não foi chuvoso, mês considerado a “porta de entrada” do período de inverno, o trimestre seguinte – fevereiro, março, abril- promete ser de chuvas regulares na região semiárida do Piauí. A previsão otimista é do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET).


As precipitações pluviométricas tão esperadas pelo homem do campo são fundamentais para garantir o desenvolvimento das lavouras agrícolas, onde algumas já apresentam perdas devido o tempo seco e a forte insolação presente no mês de janeiro.


“Janeiro foi de alta insolação, chuvas em áreas isoladas e bem abaixo da média prevista em anos anteriores. A previsão aponta melhora na sequência das chuvas e também na intensidade a partir de fevereiro. Sabemos que a safra já está comprometida diante das condições climáticas, algumas pessoas não plantaram e quem já plantou acabou perdendo, mas para o homem do campo todo momento em que aparece a chuva é momento de esperança”, afirmou o técnico do INMET, em Picos, Eugênio Lopes.


O aposentado, Pedro Justino, foi um dos agricultores da zona rural de Picos que iniciou o plantio ainda em dezembro motivado pelas boas chuvas. Um mês depois o cenário que se vê é a morte nas plantações de feijão e milho.


“É muito triste ver os pés de feijão, milho, tudo morrendo por causa do sol forte e da falta de chuvas. O que plantei já perdi tudo, mas confio em Deus e se a chuva vier plantarei tudo de novo”, frisou o agricultor.


A chuva do milagre


A chuva registrada no último sábado (26) na cidade picoense foi intitulada pela população como a “chuva do milagre”. Isso porque foram mais de três horas de precipitação que resultou no volume significativo dos 38 milímetros.


Até o final de janeiro já choveu em Picos 340 milímetros de água. O volume representa mais de 50% da média anual que é 600 milímetros.


Vale ressaltar que nos seis anos de estiagem na região Nordeste, a média de chuva esteve abaixo dos 600 milímetros. A seca tem como fator condicionante o fenômeno El Ninõ que em 2019 voltou a aparecer.

FONTE: Folha Atual

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados :: Portal Vila Nova Noticias