Sábado, 10 de Abril de 2021 09:09
89 99402-6942
Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Conselho de Ética arquiva processos contra dois deputados do PSL

Partido havia representado contra os parlamentares durante disputa pela liderança da legenda

04/03/2021 13h10
Por: Redacao Fonte: Agência Câmara de Notícias
Gustavo Sales/Câmara dos Deputados
Instauração de Processos e Apreciação de Pareceres. Dep. Tiago Mitraud (NOVO - MG)
Mitraud considerou as alegações genéricas, não dirigidas a nenhum parlamentar em particular e dentro de uma situação de conflito partidário

Integrantes do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados decidiram nesta quinta-feira (4) arquivar dois processos por quebra de decoro contra membros do PSL. Os processos foram abertos a pedido do próprio partido, por causa de manifestações, em redes sociais e na imprensa, durante a disputa pela liderança da legenda, no final de 2019.

O deputado Carlos Jordy (PSL-RJ) foi acusado pelo partido de atacar a honra dos colegas em mensagem postada em uma rede social (REP 18/19). Em sessão do Conselho de Ética realizada na terça-feira (2), ele já tinha feito sua defesa. Jordy argumentou que não houve nenhum comportamento incompatível com a conduta de um deputado e apontou uso político do Conselho de Ética.

“Até sugiro que possamos fazer uma alteração no Regimento, para que, no momento de uma representação em que não houver o mínimo de conjunto indiciário, o mínimo de conjunto probatório, que não se aceite uma representação, porque a gente acaba perdendo tempo, utilizando a estrutura da Câmara, luz, tudo o mais, à toa”, argumentou.

O relator do processo, deputado Gilson Marques (Novo-SC), recomendou o arquivamento da representação, invocando a imunidade parlamentar, sugestão confirmada pela votação dos integrantes do colegiado.

Bibo Nunes
O outro processo arquivado foi a representação (REP 21/19) contra o deputado Bibo Nunes (PSL-RS). Ele também foi acusado de atingir a honra de colegas em postagens em redes sociais e em uma entrevista a um jornal.

Em sua defesa, o parlamentar reconheceu atritos com o partido, mas ressaltou que tudo tinha sido esclarecido em uma reunião com a bancada há cerca de um mês.

“Os problemas foram aparados, não temos mais rancor algum, estamos unidos no PSL e vamos manter essa união. Às vezes se esquenta a cabeça de um lado ou outro, mas foram pedidas desculpas e, se eu transgredi alguma coisa, eu peço humildemente desculpas. Mas não foi a intenção e foi um problema dentro do partido”, disse.

Para o relator do processo, deputado Tiago Mitraud (Novo-MG), as declarações de Bibo Nunes foram alegações genéricas, não dirigidas a nenhum parlamentar em particular, dentro de uma situação de conflito partidário. Por isso, ele também recomendou o arquivamento, que foi igualmente aceito pelos integrantes do Conselho de Ética.

O colegiado volta a se reunir na próxima terça-feira (9), às 14h30.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. 23° Máx. 33°

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (11/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 33°

Sol com algumas nuvens
Segunda (12/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.