Portal É Notícias
RESFRIAR
radio vila nova fm
vlnet1
TV
2020 convid
Dengue 2020
vlnet2
#Produção

Picos vira referência na produção de mel no Brasil com técnicas diferenciadas e boa estrutura de produção

Picos se destacou com a produção de mel e conseguiu uma receita de US$ 7 milhões com exportações.

30/04/2020 19h48
Por: Redacao
Fonte: Riachão Net
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A economia de Picos é uma das mais diferenciadas, não apenas do Piauí, mas também de todo o nordeste. Com uma das maiores produções de mel do Brasil, os apicultores da região chamam a atenção pelas diferentes formas de cultivo, que colocam como prioridade o bem-estar das abelhas. O resultado é uma produção histórica quase todo ano, e que chama atenção até mesmo de países estrangeiros.

Em 2015, como mostra reportagem do Meio Norte, a cidade de Picos chamou atenção pelo crescimento econômico com a produção de mel durante uma das piores secas que assolou o estado. Foram mais de 4 mil toneladas produzidas naquela época, sendo que 50% foi exportado para países da Europa e de outras regiões do mundo. A outra metade foi comercializada para grandes centros brasileiros, como São Paulo e Rio de Janeiro.

O resultado positivo veio após um forte investimento federal, que começou em 2013. Toda a região do Piauí foi beneficiada com R$ 2,6 milhões apenas para a apicultura. Picos foi uma das cidades que receberam o dinheiro, que chegou para quase três mil apicultores, divididos em 82 comunidades de 37 municípios. Dois anos depois, mesmo sofrendo com períodos de seca, Picos se destacou com a produção de mel e conseguiu uma receita de US$ 7 milhões com exportações.

A tendência é que os números continuem a crescer, principalmente após o recorde batido em 2018. O portal de notícias Cidade Verde mostra que a cidade Picos ajudou a região do Piauí na produção de mel anual. Foram mais 800 toneladas a mais de mel que em 2017, o que significa 12,3% da produção nacional. Picos foi responsável por mais de 400 kg, e é a cidade que lidera o fabrico de mel com 8,76% da produção piauiense.

Cuidado com as abelhas

A cidade de Picos não tem qualquer segredo para o sucesso. Na verdade, os apicultores da região são famosos pelo bom trabalho que fazem ao cuidar da saúde das abelhas. Ou seja, o bem-estar do inseto acaba resultando em uma boa produção. A reportagem do jornal Gazeta do Povo explica que existe um rigoroso sistema de controle sanitário, e uma estrutura moderna, que consegue fazer do mel de Picos um produto de maior qualidade.

Entretanto, o maior gasto das produções são os estudos, como mostra a mesma reportagem. Os apicultores possuem assistência técnica, que realizam a introdução de novas tecnologias e formas de aumentar o rendimento na produção de mel por parte das abelhas. Isso explica como alguns produtores conseguiram se recuperar rapidamente após alguns anos de pouco rendimento, como foi em 2013.

Estamos falando, por exemplo, da aplicação da Sequência de Fibonacci, que nada mais é que uma sucessão de números em que cada termo subsequente é o resultado da soma dos dois anteriores. Essa matemática pode ser usada para determinar o número de abelhas vindo de um zangão. Aliás, existem vários exemplos na natureza do uso dessa sequência, como os ramos de uma árvore ou até mesmo o miolo de um girassol. A sucessão de números também faz parte de algumas atividades do próprio ser humano, e não apenas da natureza. Alguns pintores e artistas, por exemplo, utilizam da técnica para realizarem trabalhos mais simétricos. É caso de obras feitas pelos artistas italianos Leonardo da Vinci e Michelangelo, que são detalhadas pelo site Forhaus. Outro uso da sequência é é em sites de jogos online, como o de roleta online da Betway Cassino. A plataforma possui diferentes estilos de apostas e, entre as seis mais populares, está a Sequência de Fibonacci.

Outras técnicas

Essas técnicas diferenciadas significam uma colmeia mais saudável, e para isso existem diferentes ações. Uma delas é o transporte do enxame para o Maranhão, onde o clima é mais propício para a reprodução e crescimento das abelhas. Outra dica é o uso das plantações de caju, que tem um potencial de deixar o mel da abelha mais grosso e, com isso, de melhor qualidade.

É essencial para os apicultores investirem em todas essas técnicas para ter uma produção cada vez melhor, já que a concorrência com a China é algo real no Piauí. Desde 2015, o mel asiático tem ganhado espaço no local e chegou a ameaçar o comércio local. Entretanto, a força da apicultura de Picos se mostrou mais forte e o crescimento nos últimos quatro anos são a maior prova disso.

O nordeste possui uma riqueza de diferentes produtos, e o Piauí se destaca na produção de mel. Picos é a cidade que mais chama a atenção, e isso se justifica pelas pesquisas e estruturas que a região investe. Os apicultores merecem essa atenção e o investimento, principalmente para que a economia piauiense continue a ser destaque por todo o Brasil.

Fonte: Riachão Net

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Vila Nova do Piauí - PI
Atualizado às 21h52
26°
Poucas nuvens Máxima: 31° - Mínima: 22°
28°

Sensação

11.4 km/h

Vento

76.9%

Umidade

Fonte: Climatempo
PatyStore
Blogs e colunas
Equipe R&R - Sua ideia é tudo!
Últimas notícias
Mais lidas