vlnet2
TV
vlnet1
2019
RESFRIAR
radio vila nova fm
Portal É Notícias
#INSS

Governo deve contratar 9,5 mil servidores para reduzir fila do INSS

Após a justiça determinar um prazo de 90 dias para que o INSS regularize a análise dos benefícios, o governo vai reforçar a força-tarefa para tentar zerar a fila de mais de 1,7 milhão de brasileiros que entraram com pedido após aprovação da reforma da Previdência.

18/02/2020 11h47
Por: Da Redação
Fonte: cidade verde

Após a justiça determinar um prazo de 90 dias para que o INSS regularize a análise dos benefícios, o governo vai reforçar a força-tarefa para tentar zerar a fila de mais de 1,7 milhão de brasileiros que entraram com pedido após aprovação da reforma da Previdência. 

A expectativa é de que sejam contratados 9,5 mil servidores, sendo 8 mil militares inativos e aposentados do serviço público e 1.500 servidores aposentados do próprio órgão. 

Antes, a estratégia envolvia a contratação de 7 mil militares reservistas. Apesar da decisão judicial, para o governo, a fila começará a ser reduzida em outubro.

O que diz a lei

Por lei, o INSS tem 45 dias para analisar os requerimentos, mas esse prazo não está sendo cumprido desde a aprovação da reforma da Previdência porque o sistema não foi atualizado ainda.

Como serão as contratações

A contratação dos inativos para conseguir cumprir esse prazo terá caráter temporário. A ideia é que militares reservistas e aposentados civis atuem nas agências da Previdência Social e na parte administrativa.

Já os aposentados do INSS devem fazer exclusivamente a análise dos requerimentos de benefícios, como aposentadorias e pensões.

Quanto irão receber os contratados

Para esses contratos, o governo terá que publicar uma medida provisória e uma portaria. Isso é necessário para prever as regras de contratação e para que esses inativos recebam um bônus de 30% sobre o valor da aposentadoria.

No entanto, esse bônus não pode ultrapassar o valor de R$ 2.000. Por isso, a expectativa do governo é que militares de patentes mais baixas, como sargentos, sejam o foco do programa.

Depois dessa fase, o INSS terá que publicar um edital abrindo o número de vagas, fase em que será prevista a divisão entre militares reservistas, aposentados do serviço público e ex-servidores do Instituto.

Contratação temporária de peritos

A força-tarefa também deve permitir a contratação temporária de peritos médicos aposentados. Esses profissionais poderão ganhar um bônus de produtividade - um valor fixo por perícia realizada. A ideia é reforçar a análise de benefícios que dependem de avaliação médica, como o Benefício de Prestação Continuada (BPC) para deficientes e aposentadoria por invalidez.

Quando começa a força-tarefa

Apesar de o plano ter sido anunciado em janeiro, técnicos do governo acreditam que a estratégia estará em vigor apenas no fim de março por causa do trâmite burocrático.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Vila Nova do Piauí - PI
Atualizado às 23h52
24°
Poucas nuvens Máxima: 30° - Mínima: 21°
24°

Sensação

8.5 km/h

Vento

79.3%

Umidade

Fonte: Climatempo
PatyStore
Blogs e colunas
Equipe R&R - Sua ideia é tudo!
Últimas notícias
Mais lidas