Salário mínimo será de R$ 979 a partir de 1º de janeiro do ano que vem

15 julho
A matéria segue para a sanção presidencial



O Congresso Nacional aprovou, nessa quinta-feira (13), a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2018. Agora, a matéria segue para a sanção presidencial.
O texto aprovado prevê um salário mínimo, a partir de 1º de janeiro de 2018, de R$ 979, um reajuste de 4,5% sobre o atual valor que é de R$ 937.
Para chegar ao percentual de correção do salário mínimo, que serve de referência para mais de 45 milhões de pessoas no Brasil, soma-se a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior, calculado pelo IBGE, e o resultado do PIB de dois anos antes.
Recessão e alta real do mínimo
Como o Produto Interno Bruto (PIB) teve uma forte retração de 3,6% em 2016 – ano que serve de parâmetro para o salário mínimo em 2018 – a correção do mínimo no ano que vem levará em conta, pela fórmula adotada, somente o valor da inflação de 2017. Com isso, não haverá alta real (acima da inflação) do salário mínimo no ano que vem.
No ano passado, o governo chegou a estimar que o salário mínimo superaria a barreira de R$ 1 mil em 2018. A projeção, naquele momento, era de que o valor seria de R$ 1.002 no próximo ano e de R$ 1.067.
Entretanto, com o cenário de recessão na economia brasileira, a inflação deverá ser menor do que o projetado no ano passado – proporcionando um reajuste menor para o salário mínimo.
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, informou que as mais recentes projeções do governo apontam que o salário mínimo vai chegar a R$ 1.029 em 2019 e a R$ 1.103 em 2020.
Com informações G1 e Agência Brasil
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: