Falta água para consumo humano em Picos, diz Defesa Civil

19 julho
O abastecimento das famílias que não estão tendo acesso à água potável deve ser retomado pelos carros-pipa, segundo a Defesa Civil.

Falta água para consumo humano em Picos, diz Defesa Civil

A seca tem castigado cidades do sul do Piauí e já provoca falta de água para consumo humano na área urbana e zona rural de algumas cidades. Segundo a secretaria de Defesa Civil, as regiões mais castigadas pela estiagem são as de Picos, Paulistana e São Raimundo Nonato. Por conta dessa situação, o governo do Piauí decretou estado de emergência em 117 municípios
O diretor de Defesa Civil do Estado Expedito Cavalcante, conversou com o G1 Piauí e afirmou que a situação é preocupante, com a agricultura foi fortemente atingida e falta de água para animais e pessoas.
“O calor é intenso e as chuvas são poucas e espaçadas, causando problemas. Em algumas regiões tanto a zona rural quanto a zona urbana já estão com problemas no abastecimento de água. A agricultura também sobre, já que temos perda de até 50%” explicou.
O diretor explicou que desde novembro do ano passado a Defesa Civil vinha fazendo o abastecimento de água com carros pipas, mas que a operação durou até o mês de junho deste ano, quando expirou o decreto de emergência. Novo decreto foi editado e o estado de emergência foi determinado novamente.
“Essa região (a Sul) é a mais afetada, por isso decidimos decretar estado de emergência. Nosso próximo passo é aguardar o reconhecimento da situação por parte do Governo Federal para dar continuidade nas ações para amenizar a situação da população local”, comentou.
O abastecimento das famílias que não estão tendo acesso à água potável deve ser retomado pelos carros-pipa. A tendêndia, segundo a Defesa Civil, é que o cenário fique ainda pior com a chegada do período mais quente do ano.
Fonte: G1
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: