Supercomputador brasileiro é desligado por falta de dinheiro para conta de luz

24 junho
Sem condições de pagar a conta de luz, o Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), que fica em Petrópolis, no Rio de Janeiro, se viu obrigado a desligar o supercomputador Santos Dumont, instalado no local. A máquina é a maior da América Latina e uma das 300 mais rápidas do mundo.
Segundo a direção do LNCC, manter o supercomputador ligado consumia 80% dos recursos públicos destinados ao laboratório. A conta de luz, com o equipamento funcionando, chegava a custar quase R$ 500 mil por mês, e falta dinheiro ao instituto para manter as contas em dia.
Ainda de acordo com a direção do LNCC, não há previsão de quando o supercomputador será religado já que não se sabe quando os recursos para o pagamento da energia elétrica serão recebidos. O Santos Dumont é usado para pesquisas sobre o mal de Alzheimer e o vírus zika.
Além de atrasar o progresso científico, a LNCC diz que deixar o Santos Dumont desligado pode causar danos ao equipamento. Por isso, a equipe tem ligado o aparelho por curtos períodos, fora do horário de pico, para evitar qualquer prejuízo mais grave. O responsável direto pelo laboratório é o governo federal e o Ministério da Ciência e Tecnologia.
Via CBN
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: