Piauí é o estado que menos desemprega no Nordeste

29 junho
Apesar do cenário recessivo na economia, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) no mês de abril de 2016, o Piauí se destacou como estado do nordeste que menos desemprega. Com números de desligamento bastante inferior aos outros estados, os piauienses também contaram com baixos índices de desemprego nos meses de janeiro a março.

Imagem Reprodução
A atualização no índice do Caged comprova a estabilidade piauiense, apesar dos empecilhos advindos pela crise econômica mundial, mostrando que é possível transformar as dificuldades em oportunidade.

Para trabalhar em prol dessa realidade positiva o Governo do Estado,por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo,realiza diversos projetos para fomentar a economia e a empregabilidade no estado. Um dos programas é o Setre nos municípios, que qualifica pessoas que estão fora do convívio social ou desempregados, na área de construção civil e embelezamento através de quatro caminhões itinerantes que circulam todo o Piauí.

Através desse programa a secretaria também qualifica detentos nas penitenciárias, buscando dar uma nova chance a esses alunos e recolocá-los no mercado de trabalho.

De acordo com o Secretário de Estado do Trabalho e Empreendedorismo, Gessivaldo Isaías os números dos Caged refletem os investimentos e incentivos que o Estado tem dado para controlar a crise e o desemprego. "O Governo do Estado tem dado incentivos fiscais para empresas se instalarem no Piauí e assim abrir vagas de trabalho, paralelo a isso, a Setre tem ofertado cursos de qualificação profissional para inserir mão de obra qualificada no mercado. Todas essas ações tem diminuído os impactos da crise em nosso estado e com essas medidas a nossa expectativa é que o Piauí continue na liderança, mas com saldos ainda mais positivos nos próximos meses", ressaltou o secretário.

Em relação a evolução de empregos por nível geográfico no mês de abril de 2016, o Piauí está em segundo lugar geral com (-0,12%) seguido pelo Ceará (-0,19%) e Rio Grande do Nordeste (-0,61%). Os números mostram que no setor de atividade econômica o estado tem se destacado dentro do país.

Na classificação dos municípios em relação à evolução nas taxas de geração de emprego Altos é o município que mais se destaca com (1,57%), Barras resultou (-0,21%) e Campo Maior vem logo atrás com (-1,27%).

O Sine faz parte das diretorias da Setre e trabalha em busca de aumentar a geração de empregos no estado e oferta os serviços de encaminhamento para o mercado de trabalho, agendamento de seguro-desemprego, emissão de carteiras de trabalho, dentre outros.

A Setre também acredita na importância da economia solidária para o empreendedorismo e para combater o desemprego, por esse motivo reúne diversos pequenos produtores em feirinhas realizadas mensalmente na sede da secretaria e em eventos externos.

Ainda de acordo com o gestor da Secretaria do Trabalho, a qualificação profissional e a economia solidária se tornaram essenciais no processo de combate ao desemprego. “A economia solidária, da qual cerca de mil famílias retiram o seu sustento, é uma opção viável para enfrentar as dificuldades econômicas que atingem todo o país”, atenta Gessivaldo Isaías.

A geração de emprego e renda é o principal objetivo da Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo que elabora programas para aumentar os índices de qualificação e de empreendedorismo dentro do Piauí. 

Fonte: Governo do PI
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: