Presidente da APPM fala para prefeitos de todo Brasil na Marcha

12 maio

Ações frente à crise são apresentadas por presidentes das entidades estaduais


Coordenados pelo vice-presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, os presidentes das entidades estaduais, que compõem a diretoria da entidade, subiram ao palco na tarde desta terça-feira, 10 de maio, para falar das ações frente à crise em cada estado. O presidente da Associação Piauiense de Municípios (APPM), Arinaldo Leal, representou o Piauí no momento.

DSC_0032.JPG

Aroldi lembrou que, sem o apoio do Congresso Nacional, é impossível qualquer avanço na pauta municipalista. “Os parlamentares prometeram uma semana dedicada à votação de matérias de interesse dos Municípios. Porém, essa reivindicação não foi atendida ainda, em virtude da atual conjuntura política do País. Se nós não pressionarmos o Senado e a Câmara, não teremos êxito na nossa batalha”.

Arinaldo Leal criticou a falta de compromisso do governo federal para com os municípios, que são sempre os mais prejudicados. “O que está acendo no cenário político atual é um jogo de gato e rato entre o congresso e o executivo. Enquanto isso, os municípios são altamente prejudicados. Um dos inúmeros exemplos é o Fundeb, onde o governo nos passa recursos usando como base de dados o ano de 2012, então pergunto: e o que fazemos com as crianças que nasceram nesses últimos quatro anos?”, relatou.

DSC_0035.JPG

Fonte: APPM

CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: