Reservatório de Boa Esperança chega a 75% de sua capacidade, diz Chesf


O reservatório da Barragem de Boa Esperança, no Piauí, está com 75% de sua capacidade total, dado medido nessa segunda-feira (28). Para a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), o índice está dentro do previsto e com os níveis atuais de chuva o reservatório deve chegar a 100% no fim do próximo mês ou início de maio.
“Nós poderíamos estar com um nível mais alto, mas por conta do nosso sistema de controle de cheias que preserva Teresina, batemos o 75%. Apesar disso, estamos entrando no último ciclo úmido e acreditamos que chegaremos em 100% em pouco mais de um mês. O Rio Parnaíba é muito constante e todos os anos a barragem atinge sua capacidade total”, afirmou Rui Barbosa Pinto, superintendente de operações da Chesf.
Antes do período chuvoso no Piauí, a forte estiagem que atingia o Nordeste fez com que a barragem de Boa Esperança atingisse o patamar mais baixo da história: 5%, valor registrado no fim do mês de dezembro.
Por conta da baixa aguda no reservatório, a Chesf solicitou à Agência Nacional de Águas (ANA) autorização para reduzir a vazão em Boa Esperança. “O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) nos acionou para que fizéssemos um pedido para diminuir a vazão de água. Felizmente, quando a documentação estava sendo feita, essa preocupação foi debelada porque passou a chover bastante no Piauí”, contou Rui Barbosa Pinto.
Capacidade será reavaliada
A Chesf, respeitando uma resolução da Agência Nacional de Águas (ANA) e Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), está contratando uma empresa para reavaliar a capacidade de todos os reservatórios sob sua responsabilidade. A Barragem de Boa Esperança foi construída em 1964 e a intenção desse processo é atestar a real capacidade do reservatório.

“Existe hoje uma ação em curso para contratação de empresa que fazer a batimetria, não só de Boa Esperança, como de todos os nossos reservatórios. Estamos em processo de contratação dessa empresa para fazer esse trabalho que deve ser concluído totalmente no fim do ano de 2017”, finalizou superintendente de operações da Chesf.
Fonte: G1

CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: