Cidade de Vila Nova do Piauí será uma das contemplados com o programa Água Doce

Equipe Nacional do Programa Água Doce visita o Piauí


As equipes de técnicos do Programa Água Doce (PAD) desembarcaram no Piauí na manhã desta segunda-feira (21), a fim de promover um acompanhamento de capacitação e fiscalização de campo em doze comunidades da cidade de Campo Alegre, bem como a visita as obras de instalação de três sistemas de dessalinização, que foram retomadas pela gestão atual do Emater e pelo Governo Estadual. A presença dos consultores do PAD visa também promover encaminhamentos com relação a metodologia, a fim de gerar referências nas experiências encontradas.
De acordo com o membro nacional do PAD, Alexandre Moura, a razão da visita é acompanhar o convênio iniciado em 2012, visando a instalação de dessalinizadores em diversos municípios do Piauí. “Os municípios foram selecionados através de indicadores socioambientais e sociais. Vamos acompanhar a equipe em algumas cidades do interior no sentido de acompanhar o andamento de obras e procedimentos dentro da metodologia do PAD, que envolvem a mobilização social, obras civis, a parte de sistemas de dessalinização e principalmente a questão da sustentabilidade”, destacou.
Alexandre ressalta também que o Programa Água Doce é de uma compreensão simples e de um objetivo direto, fornecer água para as pessoas. “Quando lidamos com um sistema de dessalinização, ele tem um sentido maior, onde destacamos também o fator sustentabilidade, a fim de entender as influências externas no sistema natural”, explicou.
Os técnicos ficam no Piauí até a próxima sexta-feira (25), onde participam de atividades organizadas pela coordenação estadual do PAD. A equipe viaja aos municípios de Campo Alegre do Fidalgo e Betânia do Piauí, onde realizam visitas de mobilização, discussão e encaminhamentos sobre o acordo de gestão, além da avaliação das ações. Vale destacar que em Betânia do Piauí foram selecionadas dez comunidades que irão receber os Sistemas, e que três já estão em fase de construção, com previsão para serem entregues em novembro deste ano.
De acordo com o Índice de Criticidade de Acesso a Água os municípios de Campo Alegre do Fidalgo, Curral Novo, Betânia do Piauí, Pedro Laurentino, Acauã, Vila Nova do Piauí e Caldeirão Grande estão entre os primeiros municípios que serão atendidos pelo Programa. Este índice leva em consideração a taxa de mortalidade infantil, a intensidade da pobreza e outros fatores.
Segundo o coordenador estadual do PAD Adalberto Nascimento foi preparada uma agenda de visitas que vão desde a conversa com famílias que serão assistidas pelo Programa, assim como encaminhamentos a respeito do acordo de gestão. “Nesta etapa visitaremos 12 comunidades em Campo Alegre do Fidalgo e a retomada da construção de três sistemas de dessalinização em Betânia do Piauí”, ressaltou Adalberto Nascimento,
A meta inicial do Programa Água Doce no Piauí foi realizar 201 diagnósticos (relatórios onde são identificadas as comunidades com a necessidade da instalação dos Sistemas), promover 134 testes de vasão e construir 67 sistemas, onde serão investidos mais de treze milhões de reais.
Sobre o Programa
O PAD foi lançado em 2004, o PAD foi concebido e elaborado de forma participativa durante o ano de 2003, unindo a participação social, proteção ambiental, envolvimento institucional e gestão comunitária local. Possui como premissas básicas o compromisso do Governo Federal de garantir à população do semi-árido o acesso à água de boa qualidade, além de ser amparado por documentos importantes como a Declaração do Milênio, a Agenda 21 e deliberações da Conferência Nacional do Meio Ambiente. Ele irá beneficiar cerca de 100 mil pessoas em 154 localidades do Nordeste, ampliando suas ações para garantir o acesso à água de qualidade nas comunidades difusas do semiárido. No Piauí o Programa foi iniciado em 2012, mas as ações não conseguiram ser executadas, e em 2015, a nova gestão encabeçada pelo governador do estado Wellington Dias, pelo diretor geral Marcos Vinicius e pelo o coordenador do PAD –Estadual Adalberto Nascimento, foram retomadas. 

Fonte: Portal do Governo do Estado do Piauí
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: