Vereadora se posiciona contra o aumento do salário de professores

Com a aprovação de Lei o piso salarial da categoria com carreira inicial passará a ser R$1.917,61


Em sessão realizada na câmara de vereadores de Vila Nova do Piauí na manhã desta sexta feira 27/02 foi colocado em pauta o projeto enviado pelo poder executivo que regulamenta o reajuste de 13 % do piso salarial dos professores da rede municipal de ensino conforme Lei Federal, mais a progressão salarial de 5% e a uma diferença do piso de 2014 de 2,33 %. Dando um total de 20,33 %.
O projeto em questão tem regime emergencial para que no final do mês os servidores já pudessem receber o salário de acordo com o novo piso nacional, que ainda não está sendo repassado por conta que o projeto deve passar pela câmara de vereadores que estava em recesso.
Com a aprovação de Lei o piso salarial da categoria com carreira inicial passará a ser R$1.917,61 (um mil novecentos e dezessete reais e sessenta e um centavos), com efeito retroativo a janeiro de 2015.
O projeto foi enviado á câmara dentro dos prazos do regimento interno, após a leitura  do projeto pelo vereador Edilson Brito (PTB) para apreciação dos vereadores, a vereadora Adenilda Bento (PP) pediu visto e o projeto de lei não chegou a ser votado, o mesmo autorizava o poder executivo a repassar os recursos para os professores.
O vereador Edilson Brito, em entrevista a assessoria de comunicação destacou: “O projeto foi enviado à câmara dentro do prazo do regimento interno, debatido na sessão, portanto não justifica, a vereadora Adenilda pedir visto num projeto de apenas duas paginas. Pedir o visto num projeto como esse é simplesmente para prejudicar a classe de professores, atrasar o reajuste salarial a qual eles tem direito desde o mês de janeiro. A classe está sendo prejudicada por conta da vereadora.” Finalizou
O professor Wellington Leal, gerente do Fundo de Previdência Própria acompanhou a sessão na câmara e comentou sobre a votação: “o posicionamento da vereadora Adenilda Bento atrasa o direito que a classe tem em receber o novo piso. O piso não e algo inventado ou criado pelo o município, é uma lei federal que está apenas passando por tramites burocráticos. A decisão dela em pedir visto prejudica totalmente a classe que tem o direito de já receber desde o mês de janeiro o novo piso.
unnamed (2).jpg
unnamed.jpg
vila2.jpg
vila3.jpg
vila4.jpg
vila5.jpg
vila6.jpg
vila7.jpg
vila10.jpg
vila11.jpg
vila13.jpg
vila14.jpg
vila15.jpg
vila16.jpg
vila17.jpg
vilan1.jpg
Fotos: Paulo Roberto/EQUIPE R&R
Repórter: Iago Sousa
Fonte: Com informações da ASCOM
Publicado Por: Taynara Sumire
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: