Professor José Leite Santana, um paraibano que faz história no Piauí

José Leite Santana nasceu em 05 de janeiro de 1942, no povoado Boa Ventura, na época, comunidade rural do município de Itaporanga, Estado da Paraíba, filho do casal Domingos Gonçalo de Santana e Antônia Maria da Conceição, uma família tradicionalmente católica e política.

Zé Leite em frente a casa onde nasceu
Em 1961, Zé Leite concluiu o curso primário no Grupo Escolar João Cavalcante Sula, a primeira de uma longa carreira estudantil. Com o apoio da família Arruda, foi para o Ceará, onde cursou o Ginásio e o Colegial Agrícola, concluído em 1968, na cidade Lavras da Mangabeira-CE.
No ano seguinte, iniciou sua história no Piauí, após ser convidado para integrar a ANCAR Piauí – Associação Nordestina de Crédito e Assistência Rural, hoje conhecida como Emater. José Leite prestou concurso, foi aprovado e efetivado, iniciando a carreira pública como estagiário em Água Branca, no Piauí. No mesmo ano, em 1069, foi designado para trabalhar na cidade de Jaicós, onde escreveu mais um importante capítulo de sua história de vida.
SCAN0011
Zé Leite e a amada esposa
Em Jaicós-PI, Zé Leite residiu por três anos e conheceu Maria das Graças Mendes Coutinho Santana, com quem se casou em 1971, na Igreja de Nossa Senhora dos Humildes, em Paulistana-PI, cidade onde trabalhou de 1971 a 1976 como extensionista rural e colaborou, ainda, como professor no colégio Ginásio Paulistano, hoje Frei Henrique Cavalcanti.
Em janeiro de 1977 foi novamente transferido, desta vez, para a cidade de Padre Marcos-PI, onde reside até os dias atuais, e onde escreveu um novo e importante capítulo de sua vida. Além do trabalho no Emater, prestou serviços como educador por 10 anos no colégio da CNEC e por 25 anos na Escola Municipal Cândida Macedo.
Como leigo católico prestou serviços em diversas áreas pastorais na área pastoral de Santo Antônio, hoje, Paróquia com sede em Padre Marcos. Em 1979, num período considerado difícil em termos de evangelização, devido à falta de sacerdotes, Zé Leite recebeu seu primeiro ministério do então bispo da Diocese de Picos, Dom Augusto Alves da Rocha. Como Ministro Extraordinário da Comunhão Eucarística e da Palavra de Deus, até os dias atuais, desempenha com excelência a missão de servir ao próximo.
Ao lado da amada esposa, José Leite constituiu uma linda família e trabalhou para garantir a formação cidadã, social e profissional de todos eles. Do casal nasceram quatro filhos: Wagner Mendes Santana, formado em Economia; Nágila Mercês Mendes Santana, formada em Biologia; Nadja Mendes Santana Pinheiro, formada em Letras; Waldeny Mendes Santana, formada em Ciências Contábeis. E destes, sete netos.
Amigo de infânciaEm outubro deste ano, o professor José Leite Santana teve o prazer e a honra de receber em Padre Marcos a visita de um amigo de infância, o ex-prefeito de Teresina, Elmano Férrer, com quem conviveu por longos anos em sua infância na cidade de Lavras da Mangabeira, no Ceará. Ambos vieram do Ceará para o Piauí na mesma época, Zé Leita para a ANCAR, e Elmano para a EMBRAPA.
Elmano trilhou os caminhos da família Férrer. Foi vice-prefeito e prefeito de Teresina e recentemente elegeu-se como Senador do Piauí. Leite fez menção a família Férrer como políticos e pessoas honestas, solidários, ficha limpa e trabalhadores.
SCAN0016
Homenagens“Meu amigo e ex-professor José Leite Santana, com muita honra e carinho venho em poucas palavras tentar descrever o grande homem que o senhor representa para a sociedade de Padre Marcos, com seu trabalho espiritual e simples de ajuda o próximo sem pensar em nada em troca. Que o Senhor Deus lhe proporcione o melhor da vida, paz, saúde e amor”.
Por Paulo Rossy.
SCAN0001
José Leite Santana,
Um bom filho,
Um bom cristão,
Um bom esposo,
Um paizão,
Um bom Ministro Eucarístico,
Que sabe fazer comunhão;
É assim que você foi,
É assim que você é,
Bem escolhido seu nome,
Xará de São José,
Homem justo, homem honesto,
Homem de paz e de fé;
Cumpridor de seus deveres,
De grande responsabilidade,
Querido por todo o povo,
Do sertão e da cidade,
Que Deus lhe recompense,
Com saúde e felicidade;
Sabe fazer amizade,
Com toda categoria,
Só faz isso porque tem,
Bom caráter e muita valia,
Louvo a Deus pelos seus atos,
E lhe recomendo a Maria;
Ele sempre se preocupa,
E faz tudo pra ajudar,
Àquelas pessoas mais carentes,
Quem vivem ao deus dará,
É por isso que é feliz,
Por Deus lhe recompensar;
Que ele continue sempre assim,
Essa pessoa sempre farta,
Clamando contra a injustiça,
Que é missão de profeta, Você é para muitos, amigo,
Das horas certas e incertas.
Por Irmã Mariana – mensageira de Santa Maria, em 18/08/2004.
Mais fotos:
SCAN0002SCAN0003SCAN0004
SCAN0007SCAN0008SCAN0009SCAN0010
SCAN0012SCAN0013SCAN0014SCAN0015
SCAN0017
Fonte: Cidades na Net
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: