Carro com dinheiro não é de Wellington Dias o motorista do Senado não foi preso; veja mais

Segundo informações mais precisas, repassadas à redação por policiais da cidade de Barreiras, o motivo da apreensão do veículo se deu em razão do condutor que acompanhava José Martinho portar uma carteira de habilitação falsa.
José Martinho, que é casado com uma empresária e proprietária de uma distribuidora de bebidas, estaria conduzindo o valor de R$ 180 mil para adquirir a parte dos seus irmão em uma fazenda herdada de seus pais. Ele saiu de Brasília com o pai de 80 anos com destino à propriedade rural localizada no interior do Piauí.
À reportagem do Capital Teresina, Martinho informou que um ex-funcionário de sua empresa, que também é piauiense, pediu uma carona na viagem. “Eu estava cansado e perto de Barreiras[Bahia] ele se ofereceu para dirigir o meu carro. Entreguei a direção. Não sabia que ele tinha carteira falsificada. Ninguém pergunta: tua carteira é verdadeira? Foi uma infeliz surpresa. Meu pai é um homem idoso, um homem de bem, ficou assustado”, disse José Martinho.
Martinho não chegou a ser preso e foi liberado com o veículo. O carona que dirigia o carro ao passar pela barreira permanece na delegacia da cidade.
Sobre o valor encontrado no veículo, Martinho disse que está tranquilo. “O dinheiro é meu. Vou provar isso. Tem origem, conta e agência. Está lá, é do Banco Bradesco. Tudo vai ser explicado”. Concluiu o motorista.
Fonte: Capital Teresina
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: