Inicio de propaganda política poderá ser adiada, afirma ministro

O início da propaganda política para as eleições de 2014 pode ser adiado pela Justiça como decorrência da morte de Eduardo Campos.

Na quinta-feira (14), o ministro Dias Toffoli, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), afirmou que, havendo consenso entre todos os partidos, o início da propaganda política para as eleições de 2014 pode ser adiado pela Justiça como decorrência da morte de Eduardo Campos, candidato à Presidência pelo PSB.

Imagem: Reprodução
Inicio de propaganda política poderá ser adiada, afirma ministro

Agendada para começar na próxima terça-feira, dia 19, a propaganda eleitoral seria iniciada antes do prazo de dez dias dado à coligação Unidos do Brasil para definir quem será o escolhido para disputar o cargo ao qual Eduardo Campos concorria. 
Com informações do Terra Via Gp1
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: