Piauí se destaca como 7º Estado do país com mais “ultra inteligentes”

21 julho
O resultado do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), divulgado nesta sexta-feira (18), confirmou o que há muito se sabia no Piauí: somos destaque quando o assunto é educação. O Estado ficou em 7º lugar na pesquisa com maior número de alunos considerados ultra inteligentes.  



Essa “linha” de estudante, dentro da realidade brasileira, são os que apresentam maior porcentagem do que a OCDE, grupo de nações ricas, chama de “top perfomers” no Pisa, teste internacional de educação. Assim, 1 em cada 100 estudantes no Piauí entram nesta categoria quando se trata de matemática.
Segundo a OCDE, os “top performers” são capazes de “desenvolver e trabalhar com modelos de situações complexas, e trabalhar estrategicamente usando habilidades amplas, bem desenvolvidas de pensamento e raciocínio”.
Uma realidade cotidiana para apenas 0,8% dos estudantes brasileiros, na média. São, assim, uma exceção em um país onde quase 70% dos estudantes têm performance baixa e conseguem fazer apenas o elementar.
Para estar no topo, os alunos precisaram se situar entre os níveis 5 e 6 – o último - no Pisa 2012. Um dos mais importantes testes comparativos internacionais, ele é feito por alunos com cerca de 15 anos. No Brasil, quase 20 mil fizeram o teste nesta última edição.
Ficará triste, porém, quem comparar qualquer um dos números vistos nas imagens a seguir com a elite internacional. A categoria dos ultra inteligentes chega a 40% dos alunos de Singapura, 30,9% da Coreia do Sul e entre 15 e 25% em nações como Alemanha e Finlândia.
Veja a lista com Estados e seus resultados:
1º Espírito Santo – 2,2% dos estudantes são ultra inteligentes
2º Paraná – 1,8% dos estudantes são ultra inteligentes
3º Rio Grande do Norte – 1,8% dos estudantes são ultra inteligentes
4º Distrito Federal – 1,4% dos estudantes são ultra inteligentes
5º São Paulo – 1,1% dos estudantes são ultra inteligentes
6º Ceará – 1,1% dos estudantes são ultra inteligentes
7º Piauí – 1% dos estudantes são ultra inteligentes
8º Bahia – 0,7% dos estudantes são ultra inteligentes
9º Paraíba – 0,6% dos estudantes são ultra inteligentes
10º Santa Catarina – 0,4% dos estudantes são ultra inteligentes
11º Minas Gerais – 0,4% dos estudantes são ultra inteligentes
12º Rio Grande do Sul – 0,3% dos estudantes são ultra inteligentes
13º Mato Grosso do Sul – 0,3% dos estudantes são ultra inteligentes
14º Rio de Janeiro – 0,3% dos estudantes são ultra inteligentes
15º Sergipe – 0,3% dos estudantes são ultra inteligentes
16º Goiás – 0,3% dos estudantes são brilhantes
17º Mato Grosso – 0,3% dos estudantes são ultra inteligentes
18º Tocantins – 0,3% dos estudantes são ultra inteligentes
19º Maranhão – 0,3% dos estudantes são ultra inteligentes
20º Pernambuco – 0,2% dos estudantes são ultra inteligentes
21º Amazonas – 0,2% dos estudantes são ultra inteligentes
22º Rondônia – 0,1% dos estudantes são ultra inteligentes
23º Roraima – 0,1% dos estudantes são ultra inteligentes
24º Acre – 0,1% dos estudantes são ultra inteligentes
25º Pará – 0% dos estudantes são ultra inteligentes
26º Amapá – 0% dos estudantes são ultra inteligentes
27º Alagoas – 0% dos estudantes são ultra inteligentes
Sobre o teste
Os desempenhos se referem aos seguintes grupos no Pisa:
Muito alto (ultra inteligentes - níveis 5 e 6)
Alto (nível 4)
Regular (níveis 2 e 3)
Baixo (Nível 1 ou abaixo disso)
Em casos de empate, venceram os estados com menor percentual de alunos de desempenho baixo.
Fonte: Cidade Verde
Lívio Galeno / liviogaleno@cidadeverde.com


CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: