Simões: Bando rouba e faz gerente de refém usando farda do Exército

Segundo a PM, oito homens chegaram atirando na agência do Banco do Brasil. Na ação foram levados quatro reféns.

Atualizada as 12h29

As quatro pessoas - o gerente, segurança e dois clientes - que foram levadas como reféns no assalto ao Banco do Brasil da cidade de Simões, já foram liberadas segundo informações da Polícia Militar de Paulistana. Até o momento ninguém foi preso e policiais do Estado de Pernambuco também foram acionados.


O veículo utilizado na fuga teria sido roubado de uma universidade no município Araripina, em Pernambuco, há cerca de uma semana. Testemunhas informaram que o bando estaria usando roupas do Exército e com um armamento pesado. 

"O clima é de insegurança pois eles já chegaram atirando. Esta é a terceira vez que a agência bancária é assaltada. Desta vez, eles fugiram levando três sacolas de dinheiro", relatam testemunhas.


Postada às 11h30

Policiais civis e militares estão em perseguição a bandidos que invadiram a agência do Banco do Brasil no município de Simões, a 440 km de Teresina. A ação ocorreu por volta das 10h, desta quarta-feira (12) e, de acordo com informações preliminares da PM, quatro pessoas foram levadas como reféns, entre estas, o vigilante e o gerente.



Segundo o tenente Francisco de Assis da Silva, da Companhia da PM de Marcolândia, os bandidos chegaram na agência efetuando vários disparos para intimidar a população e fugiram em um veículo modelo Amarok, cor branca.


"As vidraças ficaram todas quebradas e, mesmo antes da polícia chegar ao local, eles já efetuaram vários disparos. Eram mais ou menos oito bandidos que levaram quatro pessoas como reféns. Uma da vítimas parece que já foi liberada na localidade Curralinhos", explica Assis. 

Ainda não há informações se há feridos e se foi levada alguma quantia em dinheiro. Policiais de Teresina, Fronteiras, Jaicós, Paulistana e Marcolândia se deslocaram para a região.

Um professor que preferiu não se identificar e estava no momento do assalto relatou que os bandidos atiraram para cima avisando aos clientes que só queriam o dinheiro."Eles mandaram as pessoas que passaram mal saírem do banco. É a terceira vez que roubam o local", afirmou o professor.

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Fonte: Cidade Verde
Fotos: Cidade Verde


Comente pelo Facebook: (Sob sua responsabilidade)

CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: