Falta d'agua assola Vila Nova do Piauí

A cidade de Vila Nova do Piauí sempre sofreu sérias dificuldades quando se trata de abastecimento d'agua. Mas, agora, com o prolongamento da estiagem, o problerma se agravou.

Imagem: Prof. Francisco de Assis Sousa

População disputa, gota a gota, a água dos poços tubulares.

O povo que recebia a água que corria na tubulação e chegava todos os dias durante 20 a 30 minutos, pela manhã, nas residências, há tempo que deixou de ter esse benefício. "Quatro poços abastecem a cidade. Um deles secou já faz algum tempo, e os outros estão com a sua capacidade muito reduzida e não dar para soltar a água para a rua. Quem quiser pegar tem que vir diretamente no poço; e não é toda hora que a pessoa consegue encher os vasilhames", testemunha um morador. O atendimento feito pelos carros-pipas é o que está salvando a população. "Quem tem reservatório - caixa d'água,cisterna ou até mesmo tambores - o carro passa e deposita o liquido que dá para suprir nossas necessidades até a próxima passagem", complementa. 

Caso não chova, a probabilidade é que os poços diminuam cada vez mais a sua vazão. "Desta forma, a gente não sabe o que pode acontecer. Temos os poços das localidades Chapada do Morro e da Serra do Provísio III, mas esses, também, estão com suas vazões reduzidas e já atendem a população das respectivas localidades", testemunha um outro morador.

Fonte: Prof. Francisco de Assis Sousa

Comente pelo FACEBOOK:

Shopping:
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: