Presidente da APPM é alvo de quatro ações e pode ter o seu mandato cassado pela Justiça


O prefeito é investigado em duas Ações de Investigação Judicial Eleitoral, responde a uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo e um Recurso Contra a Expedição de Diploma


GIL SOBREIRA, DO GP1
O Presidente da Associação Piauiense de Municípios - APPM, Arinaldo Antonio Leal (PSB) , prefeito de Vila Nova do Piauí, tem um longo caminho a percorrer para chegar ao final de seu mandato. 

O prefeito pode ser cassado pela Justiça Eleitoral já que é investigado em duas AIJE´s – Ação de Investigação Judicial Eleitoral, responde a uma AIME – Ação de Impugnação de Mandato Eletivo e um RCED – Recurso Contra a Expedição de Diploma, ações que com exceção do RCED tramitam na 68ª Zona Eleitoral situada em Padre Marcos já que Vila Nova do Piauí é Termo Judiciário. 

São muitas as acusações que pesam contra Arinaldo Leal dentre elas abuso do poder político e econômico e captação ilícita de sufrágio. A AIME foi ajuizada no dia 07 de janeiro pelo segundo colocado nas eleições Adjano Francisco Bento e pede a cassação do mandato eletivo, declaração de inelegibilidade e posse do segundo colocado. 

O RCED foi também ajuizado por Adjano Francisco Bento, protocolado em 21 de dezembro de 2012 e tramitará, após a citação do recorrido (Arinaldo Leal), no Tribunal Regional Eleitoral do Piauí. Uma AIJE tem como investigante a Coligação Muda Vila Nova e a outra o Partido Progressista.

Fonte: GP1
Foto: Reprodução
COMENTE PELO FACEBOOK:
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: